Governo do Rio de Janeiro Rio Poupa Tempo na Web Informação Pública Página inicial
Aumentar letra    Diminuir letra    Letra normal
Compartilhe nas mídias sociais  
Home :: Plantão dengue :: Destaques

Destaques

SES realiza II Simpósio Estadual de Vigilância e Assistência às Arboviroses
11/01/2017

Cerca de 150 representantes das áreas de vigilância epidemiológica e atenção em saúde municipais acompanharam as palestras

SES realiza II Simpósio Estadual de Vigilância e Assistência às Arboviroses

A mudança nas equipes municipais, com a posse dos novos prefeitos, foi um dos motivos para a realização do evento. A intenção é levar conhecimento às equipes diretamente envolvidas nos dois principais setores que lidam com as doenças: a vigilância epidemiológica, que trata da prevenção, e a assistência em saúde, responsável pelo atendimento do paciente.

- A Secretaria de Estado de Saúde tem a atribuição de fornecer orientações técnicas às prefeituras, para que elas possam subsidiar suas ações de combate ao vetor e de atendimento à população, afirmou o secretário de Estado de Saúde Luiz Antônio Teixeira Júnior.

Quem participou pela primeira vez aprovou a troca de informações: - É muito importante levar informações para o município, saber se o município está adequado às normas do Estado e do Ministério da Saúde em relação à contingência das arboviroses. Além disso, fiquei sabendo que existe um manual de treinamento para o combate aos focos que foi usado no treinamento de militares, e já vou pedir uma cópia desse material - afirmou Natália da Costa Campos, que recentemente assumiu a Superintendência de Vigilância em Saúde de Resende.

Mesmo quem não é novato faz questão de participar, como aconteceu com o secretário municipal de Saúde de Iguaba Grande, Leônidas Heringer: - Conhecer o cenário das arboviroses é fundamental, tanto na área de prevenção quanto na assistência ao paciente. É importante saber o que está por vir e quais as orientações - informou.

O seminário contou com palestras sobre o cenário previsto para a doença, prevenção, tratamento e organização das redes de atendimento, entre outros temas. Um dos alertas mais importantes feitos durante as exposições foi para a necessidade de cada vez mais envolver a população na prevenção, eliminando os potenciais criadouros do mosquito Aedes aegypti.

- Quando avaliamos as informações do Liraa de 2015 e de 2016 vemos que nesses dois anos o principal causador de criadouros do Aedes são recipientes de armazenamento de água. É preciso envolver ainda mais a população nesse alerta – avaliou o superintendente de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da SES, Mário Sérgio Ribeiro.

Confira aqui as apresentações feitas durante o II Simpósio Estadual de Vigilância e Assistência às Arboviroses.

(Foto: Maurício Bazílio)


Denúncia de focos



As secretarias Municipais de Saúde são as responsáveis pelo combate direto ao mosquito.

Clique aqui e veja como entrar em contato com a secretaria de sua cidade.
Acompanhe o Rio Contra Dengue nas mídias sociais

Facebook Twitter Youtube
Secretaria de saúde
Links interessantes:
PET Rio sem fumo Rio imagem Rio com Saúde Xô, Zika !!


Alguns direitos reservados
Esta obra é licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil